Cabo Verde deverá ser incluído, em 2014, no Sistema de Preferências Generalizadas (SPG) de incentivo ao comércio na União Europeia, a fim de reforçar a competitividade e a diversificação da economia do arquipélago, anunciou em Bruxelas o presidente da Comissão Europeia.

No final de um encontro com o primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, que participou em Bruxelas nas Jornadas Europeias de Desenvolvimento, Durão Barroso disse que a União Europeia está disposta a ajudar Cabo Verde, através de um apoio comercial favorável à exportação dos produtos nacionais para a Europa.

Por isso, a Comissão Europeia propôs a inclusão de Cabo Verde no Sistema de Preferências Generalizadas, o que lhe permitirá o acesso ao mercado europeu em condições favoráveis, tendo Durão Barroso adiantando: “esperamos que Cabo Verde tenha acesso ao sistema já no início de 2014.”

O SPG é um sistema idealizado pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (CNUCED) para que mercadorias de países em desenvolvimento tenham acesso privilegiado aos mercados desenvolvidos.

De acordo com a “Inforpress”, Durão Barroso disse ainda que a União Europeia continuará a ajudar Cabo Verde para que o arquipélago possa enfrentar o “impacto negativo” que a situação económica e financeira internacional tem representado para o país.