Mais de 25 entidades portuguesas – a maior representação de sempre – participam esta semana no Farnborough Airshow, Inglaterra, para promover o sector aeronáutico, em expansão em Portugal.

Segundo a IdD – Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais -, a representação portuguesa na edição deste ano do Farnbourough Airshow é a “maior de sempre”, reflectindo a “importância crescente” dos sectores da aeronáutica, do espaço e da defesa na economia nacional.

O sector da aeronáutica tem actualmente um volume de negócios de cerca de três mil milhões de euros e exporta 86% daquilo que produz, segundo dados da IdD.

 

Nos próximos três anos, estima aquela plataforma para a promoção das indústrias de Defesa, o sector deverá empregar mais 2 000 técnicos qualificados e pelo menos mais 200 engenheiros.

No Farnbourough Airshow, uma das maiores feiras de aeronáutica da Europa, participam, entre outras empresas nacionais, a Aeromec, a ETI – Empordef, a GMV, a SATA e a Amorim Cork Composites. Além da TAP, OGMA e Tekever, que terão uma participação própria na iniciativa.

A participação nacional é organizada pelo consórcio `Portugal Looks Up´, criado este ano e que reúne várias instituições privadas para promover a oferta nacional e a “captação de investimento estrangeiro nestes sectores estratégicos”, adianta a IdD.

A Fundação para a Ciência e Tecnologia, a Fundação AIP, a AICEP e a  ADRAL (Agência de Desenvolvimento
Regional do Alentejo) são algumas das entidades que integram o consórcio.