As exportações nacionais aumentaram 10,1% em 2017, e as importações 12,5%. O défice comercial agravou-se para  13 843 milhões de euros, divulgou hoje o INE.

Segundo as ‘Estatísticas do Comércio Internacional’ do Instituto Nacional de Estatística (INE), o aumento de 10,1% das exportações representa uma “significativa aceleração” relativamente ao acréscimo de 0,8% verificado em
2016, enquanto a subida de 12,5% das exportações traduz uma “acentuada aceleração” relativamente ao crescimento de 1,5% do ano anterior.

No final de 2017, o défice da balança comercial agravou-se 2 622 milhões de euros face ao ano anterior, que se
reflectiu num decréscimo da taxa de cobertura em 1,8 pontos percentuais, para 79,9%.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações cresceram, respectivamente, 9,1% e 10,7% em 2017 (+2,3% e +5,1% em 2016) e o défice da balança comercial situou-se em 9 754 milhões de euros (+ 1 665 milhões de euros face a 2016)

Em Dezembro de 2017, as exportações avançaram, 0,1% e as importações regrediram 0,8% em termos nominais, depois de em Novembro terem avançado 11,6% e 10,4%, respectivamente.