O Produto Interno Bruto (PIB) de Angola caiu 2,5% em 2017, de acordo com os dados preliminares das Contas Nacionais Anuais divulgados em Luanda pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O INE informou que o PIB de Angola registou uma contracção de 4,3% no quarto trimestre de 2017, variação negativa que foi imputada aos subsídios atribuídos (-73,3%), às actividades de intermediação financeira,
seguros e fundos de pensões (-23,5%), pesca (-20,3%), administração pública e segurança social obrigatória (-17,9%) e comércio (-13,5%).

O documento divulgado pelo INE informou que o comportamento registado é análogo para o conjunto dos quatro trimestres, quando analisada a estrutura de variação das actividades para o total de 2017, salvaguardando as devidas
proporções.

No quarto trimestre as actividades que mais contribuíram e constituíram factores importantes para o desempenho da actividade económica foram a extracção e refinação do petróleo em rama e gás natural com 38%, seguida
da construção civil com 14%.

O crescimento económico de Angola teve uma desaceleração entre 2013 e 2015, tendo caído para terreno negativo em 2016, ao registar -2,6%, uma décima de ponto percentual a mais do que em 2017, de acordo com o relatório de Contas Nacionais Anuais de 2009-2016.

A última vez que o INE apresentou as Contas Nacionais Anuais foi em Fevereiro de 2017.

 

Tags: