As exportações portuguesas de bens caíram 5,7% em Março em termos homólogos, depois de em Fevereiro terem crescido 5,8%, de acordo com dados do INE.

Do lado das importações, Março apresentou estagnação (+0,1%), uma desaceleração face ao aumento registado em Fevereiro (+8,1%).

No acumulado do primeiro trimestre de 2018, as exportações e as importações de bens aumentaram 2,7% e 6,3%, respectivamente, face ao mesmo período do ano passado.

Desde o INE explicam que “estas evoluções reflectem, em parte, efeitos de calendário, dado que Março de 2018 teve menos dois dias úteis do que Março de 2017”. Em todo o caso, o défice da balança comercial voltou a agravar-se e era de 1 207 milhões de euros no fim de Março, o que representa um acréscimo de 306 milhões de euros face ao mês homólogo de 2017.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, a balança comercial atingiu um saldo negativo de 915 milhões de euros, correspondente a um aumento do défice de 231 milhões de euros em relação ao acumulado de Março do ano transacto.