As empresas do sector automóvel sediadas no concelho de Tondela, no distrito de Viseu, deverão chegar a 2020 com um volume de exportação na ordem dos 500 milhões de euros, anunciou ontem o presidente do município.

Segundo José António Jesus, as quatro empresas do ramo automóvel instaladas no município (Huf, Avon, Brose e Eberspaecher), estão em fase de crescimento e, dentro de dois anos, deverão também atingir os 1 700 trabalhadores.

O autarca, que falava em Coimbra numa acção entre o município e a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), adiantou que até 2020 será necessário recrutar “mais 300 quadros” na área do sector automóvel.

 

O encontro, que decorreu no Departamento de Engenharia Mecânica, com a participação dos representantes das quatro empresas, destinou-se a desenvolver uma “estratégia sólida e concertada” de interacção entre a investigação e o conhecimento científico com as necessidades daquelas unidades industriais.

 

O município de Tondela, com cerca de 30 mil habitantes, tem instalado no seu território um dos mais relevantes clusters do sector automóvel nas regiões Norte e Centro.

O autarca José António Jesus anunciou ainda o aumento da zona industrial de Tondela em mais 20 hectares e a ambição de construir um Centro de Competências, integrado no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que possa ser uma incubadora de projectos e um espaço para desenvolver um novo local de formação ao longo da vida, em articulação com as unidades de ensino superior, e também para dar resposta a projectos comuns de empresas locais.